domingo, 12 de junho de 2022

Barragem da Queimadela - Fafe

Não gosto de barragens por inspirar insegurança mas admito que possa ser alternativa para quem vive longe do mar ou está farto das frequentes nortadas e de água salgada gelada. Este ano, a Praia fluvial da Barragem da Queimadela, em Fafe, recebeu o galardão Bandeira Azul, confirmando-se como uma importante valência turística na área do lazer, oferecendo maior segurança, condições para a prática de desportos náuticos não poluentes, parques de merendas, instalações sanitárias e percursos pedestres de pequena rota. O local mais fantástico encontra-se junto à cascata do rio Vizela, seguindo-se um recente passadiço que envolve a margem poente da albufeira.














domingo, 5 de junho de 2022

Nas escarpas da Mizarela (PR7 ARC) - Arouca

O trilho circular de cerca de 8 km situado na zona da Albergaria da Serra, Arouca, é capaz de ser dos mais difíceis percursos pedestres do Maciço da Gralheira (serras da Freita, Arada e Arestal). Um sobe e desce de escarpas, de um lado desces com a companhia do rio Caima a despenhar-se a mais de 60 metros de altura (Frecha da Mizarela), do outro trepas pela margem direita em direcção à ponte da ribeira da Castanheira e a Cabaços. O percurso torna-se escorregadio em meses de maior humidade ou fluxo de água e nem faltam correntes presas nas rochas para ajudar a ultrapassar obstáculos mais arriscados e vertiginosos. 












domingo, 29 de maio de 2022

Caminhos do Pejão Velho (PR2 CPV) - União de Freguesias do Raiva, Pedorido e Paraíso - Castelo de Paiva

O "Caminho do Pejão Velho" insere-se uma estratégia de valorização do legado do Couto Mineiro do Pejão, encerrado em 1994. Este trilho assinala os principais pontos de exploração e extracção de carvão e tenta perseverar a importância histórica, cultural e paisagística da antigo território do Pejão Velho. Destaco neste percurso circular de 7,7 km, em Folgoso, o Cavalete do Fôjo, em obras de restauração, e uma bela e secreta lagoa recuperada por um particular que torna o espaço bastante relaxante.  







domingo, 24 de abril de 2022

Paisagem Protegida Local do Sousa Superior - Lousada

Há uma nova Paisagem Protegida que visa preservar os valores naturais e culturais existentes no concelho de Lousada. Chama-se Paisagem Protegida Local do Sousa Superior (PPLSS) e corresponde ao vale do Rio Sousa, um território de 1609 hectares que encerra recursos naturais valiosos, o património, a biodiversidade e os sistemas agrícolas tradicionais como a vinha do enforcado - o cultivo da vinha em altura que trepa por uma árvore caduca.  











 

terça-feira, 12 de abril de 2022

Trilho de Foz-Tua (PR3 CRZ) - Carrazeda de Ansiães

O PR3 CRZ Trilho de Foz-Tua é um percurso que se situa perto da confluência dos rio Douro e Tua, quase sempre na presença simbólica das duas linhas de caminho de ferro históricas. O trilho inicia-se perto do Hotel Casa do Tua e segue em direcção aos passadiços junto da margem ribeirinha do rio Douro. Chegando à antiga Linha do Tua podemos apreciar a ponte desactivada, o túnel das Presas e a imponente barragem projectada por Souto Moura, para depois regressarmos à Estação de Foz-Tua com a obrigatória visita ao Centro Interpretativo do Vale do Tua. Estes 3,5 km são mais do que um simples percurso, é uma lição de história para compreender a ligação do território com as suas gentes, é a contemplação das paisagens do Alto Douro Vinhateiro e do recém criado Parque Natural Regional do Vale do Tua.











quinta-feira, 31 de março de 2022

Parque das Azenhas - Trofa

O Parque das Azenhas, na Trofa, assemelha-se a uma ecovia pedonal e ciclável pois o seu traçado foi construído junto das margens do rio Ave. Apesar da tentativa de mudar a imagem ambiental e natural do local, o rio e os seus afluentes continuam bastante poluídos ao longo dos mais de 4 quilómetros do percurso, no entanto, é inegável o seu património cultural e paisagístico que contempla as azenhas, os açudes e os pontões.








terça-feira, 8 de março de 2022

Moinhos da Barrosa (Mansores) - Arouca

Em tempos de guerra é necessário procurar a paz, encontrar o conforto na natureza e fugir da estupidez humana. Os Moinhos da Barrosa, em Mansores, Arouca, são desses lugares relaxantes que se assemelha a um pequeno  Jardim do Éden onde outrora se aproveitava o ribeiro da Barrosa para a moagem dos cereais. Quando entras no pequeno vale encaixado encontras pequenas quedas de água e lagoas, açudes, uma densa vegetação de castanheiros, carvalhos, amieiros e nem faltam pontes e escadas em madeira para ajudar a transpor os socalcos do fantástico percurso pedestre (PR 11 - Trilho das Levadas).   











#peace #nowar #stopwar #stopwarinukraine