segunda-feira, 12 de outubro de 2009

Museu Luso-Hebraico (Tomar)



Foto de Carlos Silva


Julga-se ter sido construído entre 1430-1460 por ordem do Infante D. Henrique, constituido o melhor e o mais antigo exemplar arquitectónico da cultura judaica que possuimos no nosso território. Possui uma planta regular, centrada em quatro colunas de pedra que simbolizam as matriarcas Sara, Rebeca, Lia e Raquel. A ausência de decoração contrasta fortemente com os monumentos cristãos, sendo as suas paredes apenas ornamentadas com algumas das peças do núcleo museológico e o tecto abobado sem qualquer tipo de ornamentação. Um dos aspectos curiosos deste espaço é a sua instalação sonora: quantro ânforas, uma em cada canto superior da sala, asseguram uma acústica muito eficaz.

Com a expulsão dos Judeus de Portugal em 1496, a sinagoga foi fechada e foi utilizado como armazém, estábulo e residência, até que foi adquirida em 1920 pelo Dr. Samuel Schwarz, que a doou ao Estado, na condição de que fosse aí instalado o Museu Luso-Hebraico. No início do século XIX, é reconhecido como Monumento Nacional.


Morada: Rua Dr Joaquim Jacinto, 73 (antiga Rua da Judiciária)

Horário: Outubro / Junho: 10h00 - 13h00 / 14h00 - 18h00 (todos os dias)
Julho / Setembro: 10h00 - 13h00 / 14h00 - 19h00 (todos os dias)
Fechado: 25 Dezembro, 1 Janeiro, Domingo de Páscoa, 1 Maio

Entrada gratuita

16 comentários:

Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
Isa GT disse...

O filme é mesmo bom, basta dizer que já o vi três vezes.

Javier Adán disse...

Bonito sitio. Abrá que ir a verlo.

Maria Ribeiro disse...

"ABOUT PORTUGAL": tive a sorte deo visitar, há anos, numa viagem de estudo com os alunos do 12ª ano!O saber um pouco de todas as culturas, nomeadamente daquelas que estiveram integradas na nossa sociedade, enriquece qualquer espírito, NÂO MALIGNO!
ABRAÇO DE LUSIBERO

Laurus nobilis disse...

Este não conheço mas, na mesma linha, vistem quando puderem o Museu Judiaco de Belmonte. Fascinante e muito bem organizado. Quanto a este, em Tomar, fica para a próxima visita à cidade.

Tânia disse...

Estive á pouco tempo e Tomar, foi com muita pena que não pude visitar este museu, ficará para uma próxima!

MDJ disse...

Boa noite. Em primeiro lugar obrigada pela visita, em segundo lugar: excelente blog. Adorei e vou já adicionar hiperligação para que quem visita o meu blog venha também até aqui.
Quanto a este museu devo dizer que é realmente muito interessante, tal como toda a belíssima cidade de Tomar.
Parabéns!

SMS disse...

Estivemos em Tomar. Visitamos, como não poda deixar de ser,o Convento de Cristo, as ruas da cidade, uma feira de antiguidades que se realizava nessa manhã de Domingo. Mas ficaram outras coisas por conhecer...

Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
Valentim Coelho disse...

Ola Dylan,
bonito exemplo da cultura judaica que temos por cá,
cumprimentos.

M.Eugenia disse...

Mira que visité la ciudade templaria de Tomar y me perdí esto.
Gracias por contarlo.
Saludos

BMW disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
Teresa disse...

Olá Dylan
Visitei esse Museu no Verão passado e é realmente interessante. De resto, a cidade de Tomar tem um património invejável, a começar pelo Convento de Cristo, e muito bem conservado.

Susaninha disse...

Que girooooooo..Gostei do blog:):)
SUUUUrrisinhos:)