segunda-feira, 25 de março de 2019

Moinhos de Jancido (Gondomar)










Antigamente existia um caminho de ferro que servia para transportar carvão proveniente das minas de Midões que se situavam na confluência das freguesias de Gens, Foz do Sousa e Covelo. Já não existe os carris por onde passavam os pequenos vagões puxados por uma pequena locomotiva a vapor. Agora existe um percurso pedonal sinalizado, mas a "linha férrea" ainda continua a ser atravessada por vários veios de água que alimentam oito moinhos. Estes foram recuperados de forma voluntária e sem qualquer tipo de apoio por um grupo de amigos. Junto dos moinhos encontra-se a queda de água da ribeira de Caia-Águas e uma pequena gruta.   
Podemos ainda descer a Longras, local onde foi construída uma ponte sobre o rio Sousa, também com a ajuda da população. Aqui são abundantes as espécies autóctones (soutos, carvalhais, pinheiros mansos, sobreirais, loureirais), um oásis no meio de tanta implantação de pinhais com eucaliptais.




Acessos: Quando chegar à nova Igreja de Jancido, deixe o automóvel e tome a Rua das Longras. Não aconselho descer a via com o automóvel por ser estreita e não estar em boas condições. Apesar do percurso pedestre não estar homologado, está muito bem sinalizado. 

sábado, 9 de março de 2019

Lomba de Arões (Vale de Cambra)










A icónica expressão "I´m the King of the World", proferida por DiCaprio no filme "Titanic", nunca fez tanto sentido quando se chega à aldeia da Lomba e nos aproximamos da igreja e dos mais de 15 espigueiros que se transformam na proa de um navio em terra ancorado numa espécie de península, cercada de socalcos por todos os lados. Situada nas encostas da serra da Freita, a Lomba encontra-se encaixada e delimitada por três falhas tectónicas que lhe dão um aspecto diferente de tudo aquilo que já viram em Portugal. Os caminhos que saem junto da Capela dos Milagres vão para as aldeias abandonadas das Porqueiras, a 1 km, e das Berlengas, a 2 km.(PR3 VLC - Na Vereda do Pastor)



Acessos: Não aconselho o caminho a partir de Manhouce (São Pedro do Sul), pois além de ser bastante estreita, tem troços em terra e gravilha. O melhor será aceder à Lomba a partir de Vale de Cambra em direcção à aldeia da Felgueira  e depois tomar a estrada para Cabrum.

#RotadaÁguaedaPedra #MontanhasMágicas #ValeMágico

segunda-feira, 28 de janeiro de 2019

Figueira (Penafiel)









Encaixada no planalto granítico do Mozinho a Este e pelo Monte Áspero a Oeste, a aldeia de Figueira data de há quase mil anos. O povoamento é constituído por construções vernáculas de boa qualidade no meio das quais de destaca a Casa de Pisão, mas o principal património edificado da aldeia são os moinhos de rego, servidos pelo Ribeiro de Pisão ou de Figueira, num total de oito, que se distribuem desde o topo do Mozinho até ao aglomerado habitacional. Quem laborava nestes moinhos não eram moleiros profissionais, tal como acontecia noutras unidades moageiras do concelho, mas eram explorados directamente pelos proprietários e consortes ou pelos seus criados e caseiros. A cobertura destes moinhos é em telhados em xisto de duas águas, o xisto era aqui um recurso próximo, localizado na mancha da serra da Boneca e de Valongo. Existe um trilho sinalizado de interesse etnográfico e paisagístico que vai desde o topo do Mozinho até às casas . 

quinta-feira, 13 de dezembro de 2018

Cascatas de Fervença (Santo Tirso)








As cascatas de Fervença resultam de acidente geológico onde o rio Leça despenha-se de uma altura de 20 metros. O Parque de Lazer de Valinhas, com o seu magnífico carvalhal, tem uma pequena rota (PR1) que faz o acesso às quedas de água. O caminho é um pouco acidentado no início mas fácil de percorrer até ao miradouro. O rio nasce perto daqui, a cerca de 400 metros de altitude, em Redundo, Monte Córdova, e por isso podemos encontrar situações de melhor qualidade ecológica em comparação com a poluição que o seu trajecto traz a montante, em direcção ao mar. 

domingo, 18 de novembro de 2018

Cascata da Cabreia (Silva Escura) - Sever do Vouga



A Cascata da Cabreia é um local fantástico, onde o rio Mau despenha-se de uma altura de 25 metros. O espaço foi recentemente recuperado, e convida ao relaxamento, à frescura e ao romantismo. O bosque frondoso que se situa a jusante tem um ecossistema bastante interessante, e ainda dispõe de mesas para piqueniques e água potável. Existe uma lenda que diz que os mouros deixaram cair uma grade de ouro na base da queda de água.

sábado, 20 de outubro de 2018

Portal do Inferno (U.F. Covelo do Paivó e Janarde) - Arouca







No limite entre os municípios de Arouca e São Pedro do Sul, no extremo oriental do Maciço da Gralheira, situa-se o Portal do Inferno, um miradouro situado em plena Serra da Arada, a cerca de 1000 metros de altitude. O Portal do Inferno é uma espécie de abismo, onde a Estrada Municipal 567 estreita ao passar por duas vertentes íngremes. Pelas vertigens, pelas curvas e contracurvas, dizem que o Diabo andou por aqui, amedrontando durante muito tempo todos os que por ali passaram, existindo mesmo a lenda "do morto que matou o vivo". Este local é referenciado como um Geosítio do Arouca Geopark, nomeadamente as rochas que foram moldadas pelos agentes de geodinâmica externa, os vales escarpados no xisto e especialmente “a garra”, que não é mais que montanha cortada por diversas linhas de água profundas que lembram a separação de dedos de uma garra de uma ave. 

N.B.: Esqueçam as selfies, este é um sítio belo mas também muito perigoso, nomeadamente a estrada onde só cabe um carro de cada vez. Por se situar a grande altitude, entre dois vales escarpados, é comum vento forte. Qualquer distracção pode ser fatal, por isso recomendo deixar o automóvel o mais longe possível e fazer uma pequena caminhada no asfalto.


domingo, 9 de setembro de 2018

Praia de Galapinhos (Setúbal)







Confesso que estava com grande expectativa para visitar esta praia, ainda para mais depois de ter sido eleita a melhor praia da Europa, em 2017, por um site dedicado no sector do turismo e que premeia os melhores destinos turísticos da Europa em diversas categorias.   
A praia semi-natural inserida no Parque Natural da Arrábida, em Setúbal, é realmente de uma beleza estonteante, uma baía de águas calmas mas frias, esverdeadas, de uma areia muito branca, mas é discutível ser a "melhor da Europa". 
Da estrada até ao areal, o caminho não sinalizado é péssimo, não aconselhável a crianças pequenas pois trata-se de uma descida entre a vegetação em escadas de terra e toros de madeira desfeitos! Em maré cheia o areal torna-se diminuto, aliás como em toda esta zona que tem vindo a perder areia ao longo dos últimos anos. 

sexta-feira, 31 de agosto de 2018

Castelo de Aguiar da Pena - Vila Pouca de Aguiar












No lugar de Castelo, freguesia de Telões, concelho de Vila Pouca de Aguiar, estende-se uma fortificação como nunca vi, apoiada em fragas graníticas, combinando o aproveitamento da natureza (rochedos) com o talento humano. Fantástico é também o carvalhal que envolve o caminho até ao Castelo de Aguiar da Pena e o miradouro sobre o Vale de Aguiar, onde as águias que deram o nome a estas terras voam perto de nós.

quinta-feira, 19 de julho de 2018

Bairro do Quelho (Salzedas) - Tarouca






O Bairro do Quelho é um sítio desconhecido mas com uma riqueza histórica extraordinária. Quando lá entrei parece que recuei à época medieval. É quase certo que foi uma judiaria sefardita, com ruelas estreitas, labirínticas, de construções rurais com alpendres em madeira, na sua maioria de três pisos, servindo o primeiro para o abrigo dos animais e os restantes pisos para habitação e comércio. É de lamentar o estado de ruína do local, a falta de visão turística do Estado e a pouca vontade em adquirir aquele espaço ligando-o à Rede de Judiarias da Beira, daquela que foi das mais importantes comunidades da Península Ibérica durante a Idade Média.  

#rededejudiarias #valedovarosa #judeus #Tarouca #Salzedas

segunda-feira, 2 de julho de 2018

Praia do Carvalhal (Brejão - São Teotónio) - Odemira






Enquadrada num vale do Parque Natural da Costa Vicentina, a praia do Carvalhal é ladeada por altas arribas de xisto que a protegem e é recortada pela Ribeira do Barranco do Carvalhal que a atravessa,  onde os mais pequenos podem tomar banho quando as investidas do mar são mais violentas. A sua forma é semelhante à praia da Zambujeira do Mar, que se situa poucos quilómetros a norte, uma baía de grande extensão de areia e de águas límpidas. Também é confundida com a outra do mesmo nome, no concelho de Grândola.