domingo, 21 de junho de 2009

Moinhos de Alburrica (Barreiro)


Elevado a cidade a 28 de Junho de 1984, o Barreiro é cúmplice do Tejo e ninguém retratou o facto melhor do que o pintor Silva Porto.
Aqui se instalaram muitos moinhos de vento e de marés, para aproveitar a generosa energia dos elementos. Alguns destes moinhos ainda fazem parte do património do concelho. É o caso dos três moinhos de vento de Alburrica, edificados em 1852.
O maior ou Gigante, o central ou Poente e o último, o Nascente. Os Moinhos Nascente e Poente de tipologia comum, possuem torre cilíndrica de dois pisos, cobertura móvel e duas mós. São desactivados em 1950 e adquiridos pela Câmara Municipal em 1973. O Moinho Poente ostenta um registo votivo em azulejo dedicado a Nª Sª do Rosário.
O Moinho Gigante de tipologia holandesa foi desactivado em 1919 sendo habitado por pescadores até 1998 quando passa a Património Municipal.

Como outrora, o Barreiro mantém uma aprazível ligação às águas vastas e sossegadas do rio, fazendo parte do conjunto composto por terras de Lisboa e da "outra banda", desde há séculos indissociável numa composição magnífica entre as maravilhas da natureza e o labor dos homens.

10 comentários:

stiletto disse...

Nessa zona, mais precisamente no Montijo, há um moinho de marés que foi recuperado. Gostei muito de o visitar.

Pronúncia disse...

Não conheço, e nem sabia que existiam!

Cá para o Norte há alguns bem interessantes. Na Apúlia e desde Viana até Caminha, também se encontram alguns!

forteifeio disse...

Dylan

Eu moro aqui perto e ainda não os conheço

Esterilização Obrigatória disse...

Para formalizar a inscrição do Partido Pelos Animais junto do Tribunal Constitucional são necessárias 7500 assinaturas de cidadãos eleitores, e nós estamos a recolher assinaturas.
Coloca a tua assinatura nesta causa justa
http://esterilizacao-o.blogspot.com/

rl disse...

Já lá fui e ouvi dizer que tinham sdo mais recuperados ainda.

Bom blog mais uma vez.

http://coachdocoach.blogspot.com/

Elena disse...

Fascinante la história de estos moinhos, que no conocía.Como excelente la música escojida de el gran Paco de Lucía.Saludos.

Miguel Almeida disse...

Aqui tão perto e não os conheço

lusibero disse...

Não conheço, Dylan, mas deve ser uma beleza! espero ir a essa região, proximamente, sem grande calor, se possível.
Abraço de lusibero

Valentim Coelho disse...

Este é um lugar lindissimo que eu não conhecia.
Parabéns por divulgar.

elvira carvalho disse...

Para mim que gosto de conhecer o País onde nasci, o seu blogue é um sonho. Um sonho que me fascinou e me trouxe por aí abaixo numa visita breve até aportar aqui em Alburrica no meu Barreiro. É claro que vou voltar com mais tempo para conhecer outras terras que não conheço, e passear também por aquelas que me são familiares.
Um abraço e bom fim de semana