sexta-feira, 26 de junho de 2009

Pego do Inferno (Tavira)



A aproximadamente 7km de Tavira, na freguesia de Stº Estêvão, encontra-se o Pego do Inferno, em pleno barrocal algarvio.

Com o objectivo de dar a conhecer uma das zonas mais aprazíveis do concelho de Tavira, a autarquia requalificou parte da envolvente natural que enquadra a Ribeira da Asseca e respectivas quedas de água das quais se destaca o Pego do Inferno.

Durante o percurso, é possível observar-se a Ribeira da Asseca, considerada um dos cursos de água mais importantes do concelho. Outrora, local de azenhas e moinhos de trigo.

Nas margens ribeirinhas, por vezes, é possível apreciar algumas espécies faunísticas que dependem directamente de água, tal como o cágado (Mauremys leprosa) e o sapo-comum (Bufo bufo). Podem, ainda, ser vistas diversas espécies animais, tal como a lebre (Lepus capensis), o ouriço-cacheiro (Erinaceus europaeus), e a cobra-rateira (Malpolon monspessulanus).

Apesar da beleza de todo o percurso, o ponto alto da visita é a chegada ao miradouro do Pego, onde se pode admirar a queda de água. Este local utilizado muitas vezes como zona de banhos, não está, no entanto, designado como praia fluvial.

O acesso ao Pego do Inferno, após o estacionamento no parque, onde existe um pequeníssimo bar de apoio, faz-se durante cerca de 100 metros até se aceder a uma escadaria de madeira, começando aí o percurso propriamente dito, levando a descida até ao Pego cerca de 300 a 400 metros.
Existem algumas lendas associadas a este lugar. A mais popular e a que dá o nome de Pego de Inferno ao local é a da carroça que se despenhou no pego. Os corpos e a carroça nunca foram encontrados o que levou à crença que o pego não teria fundo e quem ali caísse iria dar directamente ao Inferno. Porém existe quem afirma que os corpos e alguns destroços da carroça foram encontrados alguns dias depois no mar o que faz com que muitos acreditem ainda na existência de túneis subterrâneos entre o pego e os Rios Gilão e Guadiana. Mas, segundo os especialistas e após alguns estudos e medições, o Pego não terá mais de sete metros de profundidade.

Acessos: o melhor é sair da Via do Infante (A22) em direcção a Tavira e logo na primeira rotunda virar para Santa Catarina. Umas centenas de metros depois surge uma pequena placa a indicar que o Pego fica para a direita. Mais uns metros e surge outra indicando para a esquerda.

17 comentários:

Elena disse...

He oido hablar de este lugar, pero la leyendano no la conocía. Seguro que ire a visitarlo al estar Tavira tan cerca de Faro.Saludos.

ianita disse...

É lindo!

A minha guia particular de Tavira já lá me levou. Achei muito bonito. Menos bonitas são as lendas... são assustadoras! :)

RedWoman disse...

Cada vez fico mais surpreendida com as belezas que Portugal esconde... apesar do nome parece antes um local paradisíaco :)

Maria Ribeiro disse...

Obrigada,Dylan, por mais esta maravilhosa informação. Também não conhecia... Estive em Tavira muitas vezes,mas vai-se sempre com a pressa de lá chegar ou de lá sair e perdem-se estas belezas naturais ,com que vais enriquecendo os nossos conhecimentos.
Abraço de lusibero

Laurus nobilis disse...

É o tipo de locais do Algarve, óptimos para se visitar na Primavera!

Pronúncia disse...

Já estive em Tavira duas ou três vezes, gostei da terra... pena não ter conhecido este local!

Nunca tinha ouvido falar, parece-me lindíssimo!

Bom fim de semana

alfabeta disse...

Nãoconheço, mas parece ser um lugar bem agradável. dá vontade de dar um mergulho.

:)

Viagens Lacoste disse...

Muito bonito, estive lá o ano passado e gostei muito.

Hanh, Life-in-Travel disse...

It's absolutely beautiful!!!

Thank for sharing!!!

Hanh,

Ritinha disse...

Conheço bem! Relembrei as minhas férias de Verão há alguns anos atrás...
Que saudades ; )

Isabel Preto disse...

Não conhecia este lugar. Que lindo!
Aproveito para agradecer a visita ao meu blog, assim descobri o seu, onde se descobrem as belezas do nosso País.
Obrigada.

Sayuri disse...

Este mini-paraíso existe??!!

Anónimo disse...

"Qd viermos da praia vou mostrar-vos um sítio lindo aqui na serra, que descobri na net,"- disse-nos n/filha que mora em S. B. Alportel há pc.tempo.É 1 lugar lindo!Pena que esteja corrompido c/a droga, k vi c/os m/olhos,e c/os «amigos do alheio»...:( Nós fomos só as 3ªs vítimas nessa tarde de 17/07/2010!Incluindo carro vandalizado.
DEIXO O ALERTA!
OLGA ÁGUA.

Virginia Woolf disse...

Alguém me sabe dizer se há transportes de Tavira até lá? Obrigada

Dylan disse...

Virgínia Woolf,

Penso que não. Essa zona chama-se Assêca. Digo-lhe apenas que, muitas vezes ao longo do ano, a ribeira em questão não traz tanta água e não consegue produzir aquela queda tão brutal.
Deixo-lhe também o número da "Linha de Apoio ao Munícipe da Câmara Municipal de Tavira": 800 207 771, e do Posto de Turismo: 281 322 511.

Malakyas disse...

Esse lugar já foi lindíssimo, mas as obras que lá fizeram DESRUIRAM completamente o que era realmente um paraiso.
Conheci aquilo há uns anos largos, quando para lá chegar, tinhamos que subir a ribeira com água pela cintura, com as mochilas em cima da cabeça, à fuzileiro, ou então subir um bocado um monte, passar no meio de um laranjal (que o dono não gostava muito) e depois, já perto da cascata, passar por um autentico tunel de canas e de repente lá estava ela! a cascata. e aquela lagoa linda e deserta.
Tudo isto é passado. a ribeira que se passava "a vau" está seca na maior parte do ano, e os caminhos e passadiços que fizeram trazem multidões. nunca mais voltará a ser o paraiso que era. agora é só um sítio giro para ir ver.
Para quem conheceu o pêgo em estado completamente selvagem, dá pena!!! Não consigo lá estar mais de 5 ou 10 minutos. Chega a dar vontade de chorar!!!

Dylan disse...

Malakyas,

Concordo. Também fui lá há alguns anos e a desilusão foi total. Muito lixo, a ribeira quase seca, a água com muito mau aspecto e, mesmo assim, havia uns corajosos que lá se banhavam! Confesso que não sei como estará actualmente o local.