segunda-feira, 4 de maio de 2009

São Pedro de Rates (Póvoa de Varzim)


A antiga povoação de São Pedro de Rates estava situada na confluência de vários eixos viários importantes desde o domínio romano, e fazia parte de um itinerário compostelano. Não se lhe conhece foral velho, mas era já concelho no século XIII, tendo recebido foral novo de D. Manuel em 1517. Foi extinto em 1836, e integrado na Póvoa de Varzim.
Do notável passado histórico de S. Pedro de Rates restam marcas assinaláveis: a Igreja Românica (século XI-XIII), monumento nacional e exemplar muito estudado do românico português; o Pelourinho, também monumento nacional, símbolo da antiga autonomia administrativa de Rates; a antiga Câmara (século XVIII), edifício de excepcional beleza arquitectónica; um conjunto de quatro capelas, construídas ao longo dos séculos XVII e XVIII, sendo de salientar, pela sua imponente arquitectura barroca, a do Senhor da Praça, sita no centro cívico da povoação e parte principal dum bem conservado centro histórico que se prolonga por toda a Rua Direita, onde tinham residência a fidalguia e a burguesia locais.
Realce ainda para o Ecomuseu que propõe aos visitantes um percurso pedonal de cerca de oito quilómetros e com oito estações. Uma viagem no tempo e no espaço onde a herança cultural e patrimonial desta região desfila perante os olhos do visitante. Um percurso polvilhado de edifícios históricos, igrejas, fontanários, lavadouros, caminhos rurais, casas de lavoura e até muros de xisto, onde se seguem os trilhos do pão, da água, do vinho e do linho.

7 comentários:

debbie harry disse...

Estive para lá ir ontem, havia um festival de música sacra. :)

maria disse...

Sinto-me em casa,sempre que ali passo.

Laurus nobilis disse...

Há imensos pormenores interessantes mas, para se ver o que realmente interessa, um pequeno estudo antecipado faz sentido...

RedWoman disse...

Parece me um local bem interessante para visitar

Pronúncia disse...

Mais um pertinho a visitar com mais cuidado. Só conheço de passagem.

Juliana disse...

Muito interessante o texto. A minha vontade é conhecer cada pormenor deste pelo país, ver a História "viva". Por isso que amo a Europa.
Póvoa do Varzim só conheço por nome, pois é a terra natal de Eça de Queirós.
Um abraço!

João Menéres disse...

Que torre é aquela?