segunda-feira, 17 de abril de 2017

Cascata do Ribeiro dos Cadeados







Encravada entre a Serra das Banjas e da Boneca, entre os concelhos de Gondomar (Vilarinho) e Penafiel (Rio Mau), a Cascata do Ribeiro dos Cadeados, afluente do Rio Mau, não faz parte dos roteiros turísticos do país. Talvez por ser possível lá chegar somente a pé por um trilho não homologado, só uma pequena minoria conhece este paraíso que se situa na área metropolitana do Porto. Um segredo que deve fazer parte do recém criado Parque Serras do Porto num contexto de valorização da paisagem que promova benefícios para a deprimida comunidade local.

Acessos: Chegando a Melres (Gondomar) pela EN108, virar para Vilarinho até chegar à rua Vale Travessos. Estacionar o carro quando vir uma estrada em terra e percorrê-la a pé até encontrar uma placa que diz "Caminho do Poço Negro". À sua esquerda encontra uma bifurcação onde deve seguir pelo caminho da direita (vê os contornos da Serra da Boneca e das eólicas). Percorrer esse caminho até ao final onde vai chegar a uma clareira. A partir daqui começa o trilho, sempre a descer até ao Rio Mau (estamos a grande altitude, não vá com crianças nem se debruce sobre os miradouros naturais pois não existem protecções). Não efectue este trajecto no Inverno, em épocas de chuva devido ao caudal do rio que submerge o trilho (a partir de um moinho em ruínas, existem uma setas pintadas na rocha que apontam ao destino mas o segredo é manter-se sempre na margem direita até encontrar a confluência com a Ribeira dos Cadeados. Aqui existe uma ponte feita de pequenos troncos. Atravessando esta e mais outra chegará ao destino (3ª foto). Não se confunda. Quando chegar ao tal "moinho" existe também outro trilho que vai dar ao Poço Negro. As setas também apontam para aí e também existe uma pequena ponte mas a diferença é que vai pela margem esquerda para jusante. Quando voltei da cascata também percorri esse trilho mas lembre-se que tem que regressar sempre ao moinho em ruínas.

Sem comentários: