sábado, 25 de setembro de 2010

Galerias Romanas da Rua da Prata (Lisboa) 24 - 26 Setembro



Construídas há cerca de dois mil anos, as Galerias Romanas da Rua da Prata vão estar abertas ao público a partir desta sexta-feira no âmbito das comemorações das Jornadas Europeias do Património. As Galerias Romanas foram pela primeira vez identificadas e descritas durante a reconstrução de Lisboa, na sequência do grande terramoto de 1755. É apenas possível visitar a estrutura uma vez por ano já que as águas que chegam à construção, que são sobretudo subterrâneas e maior parte delas vindas de uma fenda que envolve a galeria, inundam esta solução de engenharia romana. O buraco que existe no meio da estrada é aberto, os bombeiros bombeiam a água e as pessoas podem descer as estreitas escadas para descobrir todo um mundo de grutas e corredores estreitos. Tudo indica tratar-se de um criptopórtico - construções abobadadas empregues com alguma frequência pelos romanos em terrenos instáveis ou de topografia irregular para criar uma plataforma de suporte a outras edificações, normalmente públicas. Julga-se que o criptopórtico de Lisboa, do tamanho de um quarteirão, sustentaria um edifício público. O que se sabe é que, há dois mil anos, a Baixa de Olisipo era um porto com zona comercial e fabril, dedicada ao azeite e conservação de peixe. No Rossio, situava-se o circo romano e na Praça da Figueira a grande necrópole.
Estão abertas até domingo, das 10h às 18h, com um guia e entrada livre.
N. B. - Este post é dedicado à ISA GT que diz frequentemente que os eventos mais interessantes acontecem no norte!..


12 comentários:

Marilu disse...

Muito interessante, quantas coisas estão escondidas ainda...Tenha um lindo final de semana. Beijocas

Isa GT disse...

Obrigada por te lembrares aqui do Centro do País, mas não queiras comparar acontecimentos porque isto de ir para as catacumbas, ao frio, humidade, subir e descer escadas íngremes, apanhar com uns pingos de água na testa, não se podem comparar com uns certos lagares ;) nem as festarolas de arromba do Norte, não te esqueças que, por aqui, até S.Bento deve ficar envergonhado de usarem o seu nome... lol
Quanto a buracos... não há só este, já são mais que muitos...
Mas valeu este, para te lembrares cá da Je e isso vale mais que qualquer outra coisa :)

Bjos

Dylan disse...

Isa,

Considera isso o teu baptismo de fogo - neste caso, água - nessa tuas lides turísticas!
"Quem anda por gosto não cansa", mulher!
AHHAAHAHHAHAAH!

Johnny disse...

Espectacular. Vai lembrando estas sugestões que a malta agradece.

t disse...

Dpois de espreitar o seu blog fiquei com vontade de fazer-me à estrada… abraço t

Fcº Javier Barbadillo Salgado disse...

Muy interesante. ¡Un atractivo más de Lisboa!
Obrigado por esta información.

Cabra Caprichosa disse...

Oh, gostava tanto de ter ido!!! Só hoje vi a sugestão, tenho de estar mais atenta!!! :D * méééé

Laurus nobilis disse...

Já tentei várias vezes e nunca consegui... As filas têm centenas e centenas de pessoas...

{ I V Y } disse...

lovely.

Pedro disse...

olá eu vivo numa cidade em que esta está repleta de grutas com uma estrutura pré-histórica e algumas delas teem Salus Infirmorum escrito à entrada delas qual é que será o seu significado ?

Dylan disse...

Pedro,

Esse escrito em latim é uma expressão católica relacionada com a virgem Maria. "Saúde dos enfermos", que significa a compaixão por aqueles que sofrem e a sua cura física e espiritual.

Dylan disse...
Este comentário foi removido pelo autor.