quinta-feira, 25 de março de 2010

Semana Santa em Braga ( 24 de Março a 4 de Abril)



Bastião do cristianismo desde os primeiros séculos, é Braga a terra portuguesa que celebra a semana Santa com maior esplendor. Toda a cidade parece transfigurada pelas decorações alusivas à quadra pascal e os passos altares de rua enchem-se de luz, velas e flores, realizando com a sumptuosidade das igrejas. É a melhor altura para serem visitadas as muitas igrejas que se ornamentam convenientemente para que um descrente, como eu, as percorra. As suas imponentes procissões - a que se associam as autoridades eclesiásticas , civis e militares -, têm muito de diferente e tornam-se, por isso, verdadeiros cortejos de gala.
Braga conjuga, este ano, as tradicionais celebrações religiosas com uma forte componente cultural. Além dos eventos de pendor religioso, haverá concertos, exposições e um espectáculo de ballet.
A Entidade Regional de Turismo do Porto e Norte de Portugal vai incluir a Semana Santa de Braga numa candidatura a fundos comunitários com vista à projecção internacional do turismo religioso.

5 comentários:

Isa GT disse...

Este post para mim é difícil de comentar, tenho um "bocadinho" de alergia, a demonstrações fabricadas. Prefiro as que nos são dadas, pela mãe Natureza, sem corantes nem conservantes ;-)

César disse...

Sem dúvida alguma que Braga o faz lindamente, e com muita devoção.Espero que assim continue,pois não tenho dúvidas que assim será.

MARIINHA disse...

Olá Dylan,
Nunca assisti às festividades da Semana Santa em Braga. Mas pelo que tenho visto na TV, é a cidade portuguesa que melhor celebra essa quadra. Em Espanha é Sevilha.

Pronúncia disse...

Já há muitos anos que não assisto a nenhuma das procissões desta quadra... a cidade fica cheia, especialmente de turistas!

Da Páscoa a única coisa que ainda comemoro é mesmo o tradicional almoço de família à qual adicionei os amigos... resultado, montes de gente cá em casa! Sabe bem!

N.A. disse...

A meu ver é turismo e uma das melhores futuras fontes de receita portuguesas. Parece-me uma grande ideia uma vez que o legado de beleza das construçoes religiosas são uma mais valia portuguesa.