terça-feira, 26 de maio de 2009

Quinta da Regaleira (Sintra)



O Palácio da Quinta da Regaleira foi construído no início do séc. XX pelo milionário António Augusto Carvalho Monteiro (1848-1920) que aqui conseguiu concretizar um dos seus sonhos, com a ajuda do arquitecto cenógrafo Luigi Manini (1848-1936), responsável também pelo Palácio do Buçaco. Envolvido por uma vegetação luxuriante, o Palácio da Regaleira é uma descoberta fascinante.
O Palácio foi construído em estilo romântico revivalista recuperando formas arquitectónicas e decorativas góticas, manuelinas e renascentistas, misturadas com simbologia mítica e esotérica. Está rodeado de jardins românticos, fontes e grutas ricamente adornadas escavadas na terra, que se cruzam com riachos e minas de água. Porém, o complexo sistema de túneis que nos leva ao Poço Iniciático e termina na espectacular cascata é sem dúvida o ponto mais interessante da Quinta.
Lembra-se do Indiana Jones em busca do Templo Perdido? Vem a propósito, porque a porta do Poço Iniciático é na verdade uma grossa fatia de parede circular que gira sobre si mesma para nos revelar a entrada do local. São 27 metros de profundidade que terminam num bonito chão de mosaico, o qual tem uma estrela de oito pontas gravada, a estrela dos Templários. As paredes exteriores do Poço são de pedra e encontram-se cobertas de musgo que se enrolam em espiral até ao fundo, pois são 135 degraus e nove lanços de 15 degraus cada.
O cunho maçónico não é consensual, e até os próprios guias admitem outras interpretações para os sinais que se encontram, que têm diversos significados também no mundo cristão e isotérico.


14 comentários:

Pronúncia disse...

Dylan, esta já faz parte do meu roteiro. Das duas vezes que lá fui não deu para ir visitá-la, porque já não havia tempo... com enorme pena minha!

Vamos a ver se é desta!


Obrigada ;)

Viajante disse...

A quinta da Regaleira é um espaço notável, em boa hora foi musealizado e aberto ao público. É obrigatória a visita, guiada de preferência. Há que compreender toda a carga simbólica que a quinta tem para oferecer.

Abraço!

K disse...

Dylan,

nem de propósito...
Sábado era para a visitar com os meus Amigos... apenas a chuva estragou os planos e acabámos no Museu Nacional de Arte Antiga.

Obrigado por este momento

Abraço

Jotas disse...

locais magníficos que nos vais mostrando.
Sintra e arredores, como azenha, que tens no post anterior, são locais qe nos transmitem uma paz de espírito e tranquilidade absolutas, é mágico.

expressodalinha disse...

Boas fotos e videos. Este Palácio tem muito que contar, apesar de ser uma cenarização.

Elena disse...

Quede fascinada por este palácio y sus numerosos símbolos y escenarios. Conozco el pálacio da Pena, otra maravilla.Parabens por o post.Saludos.

Presépio no Canal disse...

Dylan,
Obrigada pela visita e simpático comentário no http://presepiocomvistaparaocanal.blogspot.com

Adorei o teu blog! O nosso país tem locais lindos e únicos, extraordinários mesmo. Também viajei muito por Portugal enquanto aí vivi :)
Beijinho e fica bem :)
Sandra

Viagens Lacoste disse...

A Regaleira não tem adjectivos!

Fada do bosque disse...

Deixe-me que lhe diga, o Dylan deve ser uma pessoa excepcional! Dessas que é raro encontrar. Obrigada pelas palavras de apoio, que me deixou no blog. E sim, sempre fui agnóstica, mas, por incrível que pareça tenho uma fé inabalável. Obrigada por mostrar, o maravilhoso Portugal, que não posso visitar. :)

Abraço e obrigada

Valentim Coelho disse...

Mais um lugar bonito que o Dylan nos mostra.
Cumprimentos

Juliana disse...

Excelente texto e vídeo publicados!
Realmente Portugal abriga verdadeiros tesouros artísticos e históricos em seu território.
O começo do vídeo com o poema de Pessoa é fantástico, assim como figuras da Divina Comédia na arquitetura.

Laurus nobilis disse...

É uma grande misturada de estilos e conceitos mas, por isso mesmo, fez bem em a referenciar neste espaço. Vale a pena uma visita, mas guiada por alguém que perceba mesmo do assunto. Se assim não fôr, perde-se imenso...

Alvafaust disse...

Já li sobre esta Quinta num livro de ficção. As histórias lá contadas também são sobre o mundo maçónico. Da próxima vez que passar por Sintra, paro o relógio, só para ter tempo para a ver.

Sandy disse...

É lindo este palácio e toda a quinta..

Obrigado pelo comentário!